As vinhas

A região

A região Távora-Varosa, situada em terras de Cistercienses, com tradição na produção de vinho há mais de 500 anos, faz fronteira, a norte com o Douro e a sul com o Dão, duas regiões vinícolas históricas (mais informação sobre a região aqui - https://www.cvrtavora-varosa.pt/regiao.asp).

São Cosmado, onde se situam as vinhas da Casa de Vinhago, é uma das maiores freguesias do concelho de Armamar e o Lugar da Lapinha uma das suas povoações. A história deste território tem registos bastante antigos que indicam que a zona foi intensamente povoada desde tempos remotos. Em 1512, recebe foral Manuelino que consagra São Cosmado como sede de concelho, agrega várias outras freguesias vizinhas após as reformas administrativas do início do liberalismo, chegando a ter 3459 habitantes em 1849.  Em 1955, o Concelho é extinto passando a integrar o concelho de Armamar.

As Culturas da Regiāo

Os registos e memórias históricas indicam a agricultura, a silvicultura e pastorícia (sobretudo de cabras), como as principais atividades económicas da região.

O vinho e a fruta (maçã, pera, cereja, figos), os cereais, o azeite, a castanha, a baga de sabugueiro, a resina de pinheiro, e até o tabaco, são alguns exemplos de vários tipos de culturas que foram ocupando e moldando o território em diferentes momentos da sua história.

A vinha, o vinho, o azeite, a baga de sabugueiro e a exploração de resina de pinheiro foram preponderantes durante o século XX, e as uvas no brasão da Freguesia evidenciam essa importância. Hoje, a área de vinha na região está mais ou menos estabilizada em cerca de 3000 hectares, mas algumas destas culturas têm vindo a ser substituídas pela maçã de montanha, em franca expansão em todo o território do concelho de Armamar.

Na Casa de Vinhago, comprovamos diariamente as excelentes condições geomorfológicas e climáticas deste território/terroir e, especificamente, das 3 encostas onde se encontram as nossas vinhas, cujo formato em “concha” as abriga dos ventos frios do Norte e permite uma excelente exposição solar, em terrenos com hidratação e maturação muito equilibradas ao longo de todo o ciclo.

Destas características conjugadas resultam uvas de altíssima qualidade que permitem vinificar vinhos únicos que honram a história secular de São Cosmado e da região do Távora-Varosa.

As vinhas

Adjacente à casa da família e à adega, o Vinhago sempre foi uma das vinhas consideradas de maior qualidade entre as várias vinhas detidas por Carlos Teixeira.

Hoje resulta da integração de várias parcelas vizinhas (Vinhago, Feio e Moreiras) numa quinta com cerca de 6 ha cultivados, na sua grande maioria, com vinha. Localizada a 500 metros de altitude, num planalto de uma das encostas do rio Tedo, solo granítico e vinha plantada ao alto, tem um talhão com 1,5 ha de vinha de uvas tintas (Touriga Francesa, Touriga Nacional e Tinta Barroca) e os restantes de vinha de uvas branca (Malvasia Fina, Rabigato, Arinto, Fernão Pires, Cerceal, Gouveio e Chardonnay).

 

A Sobreirinha e Vale de Marcos totaliza 5 ha, a cerca de 550 m de altitude, maioritariamente com solo granítico, mas com cerca de 15% da área com solo de transição de granito-xisto. Organiza-se em patamares conquistados a uma zona de mato. As castas plantadas são brancas (Malvasia Fina, Fernão Pires e Rabigato) e tintas  (Touriga Nacional e Pinot Noir). O imponente pinguim de granito simboliza a persistência que permitiu reconverter terras habitadas e cultivadas há muitos anos numa vinha com enorme potencial.

A Telheira (e Albugueiro) situa-se numa zona com vários vestígios de povoamento, é uma quinta com registos históricos muito importantes, em que o forno de produzir telha, ainda em perfeitas condições, é o elemento distintivo.

Terreno quente e muito abrigado, em socalcos, a cerca de 450 metros de altitude, solo granítico nas zonas altas e de transição para xisto e barro nas zonas mais baixas, com 3 castas tintas plantadas: Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional. Ao fundo corre uma linha de água que desagua no rio Tedo e que lhe dá brilho e romantismo.

Todas a vinhas da família estão localizadas em terrenos com história, têm características distintas e complementares e foram escolhidos pelo seu potencial para produzir uvas de alta qualidade.